Padrão de impressão da etiqueta RFID de acordo com a EPCglobal

A etiqueta RFID padronizada pela EPCglobal

Uma etiqueta RFID padronizada pela EPCglobal deve:

  • Gravar o EPC de acordo com os padrões da EPCglobal
  • Imprimir na etiqueta:
    • Escrever o conteúdo gravado no chip RFID
    • Imprimir em código de barras ou Datamatrix ou QrCode do conteúdo gravado no chip RFID

Neste artigo, será tratado apenas sobre impressão. O EPC foi explicado em outro artigo.

Abaixo segue um exemplo da etiqueta padronizada:

Etiqueta GRAI

Na etiqueta acima, do lado direito foi impresso o código GRAI(Global Returnable Asset Identifier – Identificador Global de Ativo Retornável) usando o Datamatrix e logo abaixo foi impresso o código GRAI escrito.

O restante que foi impresso na etiqueta é opcional. No exemplo acima foi impresso o código de barras Code 128 para identificar o código do ativo, o nome LUPO que é a empresa que pertence o ativo e o EPC gravado na memória do chip RFID.

Como foi impresso a etiqueta

Para imprimir a etiqueta e gravar o EPC no chip RFID, utilizamos a impressora Intermec PC43t.

Intermec PC43t

Este modelo de impressora tem a capacidade de realizar a impressão da etiqueta e ao mesmo tempo gravar o EPC na memória da etiqueta RFID.

Dicas: Antes de comprar uma impressora, consulte o manual para saber se ela atende às suas necessidades, se grava no chip RFID e se permite a impressão de Código de barras ou Datamatrix ou QrCode.

Em nosso exemplo iremos utilizar o Datamatrix, como é possível comprovar abaixo que o recurso existe disponível na impressora que iremos utilizar.

Intermec PC43t det1

Também importante é confirmar se a impressora consegue gravar o EPC na memória da etiqueta RFID como demonstrado abaixo.

Intermec PC43t det2

A padronização da EPCglobal

A GS1 possui uma padronização para cada tipo de aplicação de um item que será etiquetado com RFID. Estas padronizações são explicadas neste documento:

http://www.gs1.org/docs/barcodes/GS1_General_Specifications.pdf

Iremos utilizar o padrão GRAI, pois neste exemplo iremos controlar os ativos retornáveis de uma empresa.

Importante: mesmo este exemplo sendo específico para o tipo GRAI, a base para todos os outros tipos será a mesma.

Tipo de identificador

Abra o manual GS1 General Specifications, e abra a seção 3.2 – GS1 Application Identifiers in Numerical Order. Na figura GS1 Application Identifiers estarão todos os tipos possíveis padronizados pela GS1.

O tipo de identificador que utilizarei será o GRAI, que possui o identificador 8003.

GRAI Application Identifiers

Formato do identificador

Na tabela acima, a coluna Data content possui um link que direciona para a tabela do formato do identificador.

O GRAI possui o seguinte formato:

GRAI formato string

Neste momento devemos separar os campos solicitados no formato.

GS1 Company Prefix(Prefixo da empresa na GS1) – este campo é a identificação da empresa na GS1. Irei utilizar 7891186.

Se sua empresa não possui este prefixo, entre em contato com a GS1.

Asset type(tipo de ativo) – é o tipo de ativo fixo. Neste caso defini que o código 1 será usado para identificar caixas e o código 2 será paletes.

Importante: como estou dando exemplo do GRAI, o campo Asset Type é um campo específico para esta aplicação. Para outras aplicações serão solicitados outros campos.

Check Digit(Dígito verificador) – este campo será calculado, onde explicarei ele em mais detalhes logo abaixo.

Serial Number(Número de série) – aqui será informado o código sequencial do meu ativo, ou seja, o código da caixa ou do palete.

Imagine o seguinte: Eu tenho 1500 caixas na empresa. Todas elas possuem um número de patrimônio. É neste campo que irei colocar o código.

Cálculo do dígito verificador

No padrão GRAI, o formato da string concatena o GS1 Company Prefix e Asset Type.

Para o exemplo ficou: 789118600001

Note que foi preenchido com zeros a esquerda o código do tipo de ativo, pois o campo exige 12 caracteres

Pegue o último dígito 789118600001 e multiplique por 3. O resultado será 3. Guarde este valor.

Pegue o penúltimo dígito 789118600001 e multiplique por 1. O resultado será 0. Some o valor com o valor guardado, que será 3 + 0.

Pegue o antepenúltimo dígito 789118600001 e multiplique por 3. O resultado será 0. Some o valor com o valor guardado, que será 3 + 0 + 0.

Repita o procedimento até chegar no primeiro dígito. O resultado ficará o seguinte:

GRAI tabela cálculo

O resultado foi 77.

Subtraia a soma do número mais próximo igual ou maior múltiplo de dez. Como a soma foi 77, então o mais próximo é 80. Subtraindo 80 – 77, o resultado será 3.

O dígito verificador então será 3.

 

Juntando os campos e escrevendo o código formado na etiqueta

Agora precisamos juntar os campos de acordo com o formato:

O código no formato ficou: 8003078911860000131

Separando campo a campo, ficou assim:

Application Identifier – 8003. Ao escrever, colocar parênteses.

GRAI Detalhe Etiqueta 1

Dígito fixo – 0

GRAI Detalhe Etiqueta 2

GS1 Company Prefix concatenado com Asset Type – 789118600001

GRAI Detalhe Etiqueta 3

Check digit – 3

GRAI Detalhe Etiqueta 5

Serial Number – 1

GRAI Detalhe Etiqueta 4

Imprimindo o código formado

Podemos escrever o código formado em vários formatos: Code 128 ou QrCode ou Datamatrix

Para nosso exemplo, iremos utilizar o Datamatrix. Neste caso, iremos imprimir o código formado: 8003078911860000131.

GRAI Detalhe Etiqueta 6 Datamatrix

Importante: neste código não haverá o parênteses entre o 8003.

Detalhes sobre o GS1 Datamatrix

No manual abaixo, a GS1 explica tudo sobre as características técnicas do Datamatrix.

https://www.gs1br.org/educacao-e-pratica/MateriaisTecnicos/GS1%20DataMatrix.pdf

É importante olhar o manual para você compreenda como funciona o Datamatrix. Existem algumas características que você deve ficar atento quando você for imprimir a etiqueta, como por exemplo:

  • Qual forma do Datamatrix usar? Quadrada ou retangular?
  • O tamanho do Datamatrix impresso será lido por um leitor?
  • Qual importância da qualidade de impressão?

Finalizando

Este então foi a exemplificação de impressão da etiqueta RFID utilizando o padrão GRAI de acordo com a EPCglobal. Agora basta colocar a etiqueta no item.

Tales Boalim
Moura Informática

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s